curso de fc

Loading...

sábado, 10 de setembro de 2011

LEI DE OHM,LEIS DE KIRCHHOFF

1ª LEI DE OHM

A corrente flui por um circuito elétrico seguindo várias leis definidas. A lei básica do fluxo da corrente é a lei de
Ohm, assim chamada em homenagem a seu descobridor
o físico alemão Georg Ohm. Segundo a lei de Ohm, a
intensidade de uma corrente elétrica uniforme é direta- mente proporcional à diferença de potencia nos
terminais de um circuito e inversamente proporcional
à resistência do circuito.
Assim:Tensão(V) = Resistência(W) X Corrente (A)
ou (V = R x I).
Exemplo 1

Queremos saber a Tensão de uma tomada que, através de uma resistência de 100 ohms estabelece uma
corrente de 1 Ampére.



V = R x I
V = 100 x 1
V = 100 Volts
Exemplo 2

Qual a corrente que circula em um circuito onde um consumidor a base de desistência elétrica
por exemplo, o chuveiro que tem tensão de alimentação de 127 volts e resistência de 3,2 ohms?



V = R x I
I = V / R
I = 127 / 3,2
I = 39,68 A
Exemplo 3

Qual a resistência de um circuito onde um consumidor tem tensão de alimentação de 220V e corrente de 10A?

Solução:

V = R x I
R = V / I
R = 220 / 10
R = 22 ohms

Então com uma simples lei conseguimos calcular valores desconhecidos a partir de outros dois valores desconhe- cidos,assim podemos estabelecer outras formulas e outros enunciados de leis.
 Uma delas é a 2ª lei de ohm, utilizada para descobrir a resistência de condutores
de eletricidade, e o enunciado da Potência Elétrica.
2ª LEI DE OHM

Utilizada pela engenharia para calculo de resistência de condutores de longa extenção onde é imposivel medir
com instrumentos. Então utiliza-se constantes como a
resistência especifica do material condutor. Tal dado é obtido em laboratórios em ensaios rigorosos.
R = r x L/s
Onde:

R = Resistência do condutor
r = Resistência especifica do material do condutor
Cobre = 1 / 56
Alumínio = 1 / 32
L = Comprimento do condutor
S = Seção transversal do condutor em mm2.
LEIS DE KIRCHHOFF

Há duas leis estabelecidas por Gustav Kirchhoff para resolver circuitos mais complexos,com geradores
em diversos braços, o que, muitas vezes, torna
impossível a solução para a determinação da resistência equivalente.

1ª LEI:
(A soma das correntes que chegam em um nó do circuito é igual a soma das correntes que deles se afastam.)
Chama-se nó o ponto de junção de três ou mais braços de um circuito elétrico.

2ª LEI:
A soma dos produtos das correntes pela resistência (Tensão) em cada malha do circuito é igual a soma
 algébrica das forças eletromotrizes desta malha
(Fonte).

Chama-se malha a um circuito fechado qualquer percorrido em sentido arbitrário;
por exemplo, o sentido Horário.







Nenhum comentário:

Postar um comentário